Greve De Aventais 1

Greve De Aventais

Pertenço a este decrescente setor da população que ainda aprecia comemorar o Natal em família, e o reconhece abertamente. Frente aos vários rupturistas que optam por escapar pra remoto, ou os que negam elas, eu não, eu sei de forma muito contrário do que tenho vivido desde guria. O que têm de especial?

O reencontro de todos, nada mais e nada menos. Como em tantas famílias grandes, na minha, alguns prontamente não estão, outros vieram novos, diversos vivemos fora, contudo a cada ano franqueamos a porta como o lendário anúncio de Amendoeira. Todavia hoje eu não almejo vestir emoções, eu passo ao pragmatismo.

  • São fáceis de limpar
  • cinco Aditivo de alimentos
  • A animação
  • Aprenda a gostar pra começar mais uma vez
  • 1971: Every Picture Tells a Story
  • Homenagem a Salvador (1985)
  • Montagem

Mesmo que pertença ao grupo partidário da versão tradicional dessas festas, há que assumir que nem sequer tudo é alegria e júbilo, há muito trabalho por trás. Digámoslo bem alto e claro, as mulheres se nos colamos uma amplo surra. E eles, não. Ou não em tal grau. Desse modo me custa aceitar que esses dias lhes chamem de férias de Natal.

A compra, a cozinha, a decoração da casa, presentes, ‘natal’, os recados de última hora, sacos e mais sacos. Páscoa são para nós a alta temporada, como em agosto, os bares de praia: os fogão a pleno funcionamento numa cadeia de refeições, lanches e jantares sem fim. Essa sim foi de férias. Nem ao menos está nem ao menos se espera. Uma invenção desse século. Ademais, você reivindicações feministas no Natal? Por Deus, que não são datas!

E deste inoportuno (e injusto) instante ressoa em seu interior, a voz da consciência com suas mensagens mágicos: espírito de entrega, paz doméstica, generosidade. E te coloca outra vez o avental. Por que continuamos a assumir a carga que levaram (e ainda levam) nossas mães, suegras, tias ou avós? Elas merecem um monumento por ter construído essa infra-infraestrutura invisível e primordial sobre a qual se assenta o Natal feliz, que todos a gente tem em nossas lembranças. O teu sim que é magia. Que se remova Papai Noel onde estão estas Mães Noeles de verdade que ainda ouvem um “você Quer se sentar de uma vez para a mesa?”, quando disputam para que tudo esteja em teu ponto.

Os que pensam que a máquina de lavar louça é carregado somente que fiquem ligados ao dado. Um vasto percentual de mulheres entrevistadas por uma agência de encontros reconhece ser infiel já que seus maridos não se envolvem nas tarefas domésticas. Caras, os aventais!

Abaixo o tédio das peças de inverno. Esse casaco de cintura reta tão luminoso pertence à coleção cápsula da estilista italiana Stella Jean pra Benetton. Se serve do DNA colorido da marca pra reinterpretarlo à sua maneira.