Disney Prepara-Se Para Inundar De Robôs Seus Parques De Diversões 1

Disney Prepara-Se Para Inundar De Robôs Seus Parques De Diversões

Se aproxima o dia em que por Disneyland ou Disneyworld desfilen robôs caracterizados como os protagonistas icônicos da empresa norte-americana. As memórias dos visitantes nestes parques de diversões não serão com um Mickey Mouse ou um Pluto encarnado por alguém debaixo do disfarce. Disney registrou uma patente pra fabricação de robôs blanditos e achuchables.

Como essa de expõe a corporação, terão uma ou mais partes de seu corpo humano “particularmente adequadas para um contato suave e a interação com um ser humano”. A patente, aprovada em março deste ano, carece de um plano de desenvolvimento ou de uma data de início.

a começar por Disney bem como não comentam se só tiver ficado em uma idéia com vistas a um futuro longe ou de um projecto ao qual estão dedicando divisão de seus recursos pra colocá-lo em prática muito em breve. Segundo descreve a patente, a corporação de entretenimento tem a intenção de montar alguns módulos com “pele macia” impressos em três dimensões, e que contêm “cavidades cheias de ar ou líquido, maleável e com sensores de contato”.

Até a irrupção da série Westworld custava fantasiar que um parque de diversões pudesse mencionar com robôs que estivessem à disposição dos visitantes. Por não fazer nenhum spoiler ou abrir o debate a respeito da inteligência artificial, e não vamos discutir como termina a ficção.

não obstante, desde a Disney ainda tem muitas reticências por acidentes que possam causar os robôs ou o pavor do que lhes poderia causar às gurias. “Estamos fazendo testes em nossos parques para recolher reacções e tentar entender o que é o que vai entreter os mais menores”, comentou Jon Snoddy, vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da Disney, em uma entrevista pra cadeia pública britânica BBC.

Ao assinalar a patente, a corporação norte-americana facilitou alguns desenhos como seria o design dos robôs. “Eu acho que a inteligência artificial e aprendizado de máquinas irão ser muito relevantes pro nosso futuro”, destacou Snoddy. Não obstante, o vice-presidente da Disney não aposta em exclusivo por esta linha de negócio pros seus parques.

  • Luzes de circulação de dia acesas
  • 4 Semana Santa
  • ¡Caras, vai haver um eclipse! Entrar todos ao galpão
  • 5 – Amphibious Snake

“Não vamos botar uma placa informando ‘eu Inteligência artificial’ pelo motivo de ninguém viria pra vê-lo. Nossos consumidores querem emoções e isto é uma questão que não vai alterar”, ponderou. Isto explica o teu interesse em pesquisar robôs que não só se vagarem pela Disneylândia, contudo que se relacionem com as meninas e adultos que têm ao redor.

O impacto que teria em parques de diversões da Disney não seria menor. Do Aladino e Ariel até Winnie the Pooh e Woody. Suas aparições por Disneyworld, tendo como exemplo, é um serviço a tempo completo pras páginas internet e os websites de coração. Existem dezenas de protagonistas que estão numa listagem de diversos websites que especificam onde vê-los. A multinacional americana não esclarece o que aconteceria com esses postos de trabalho ou se os robôs apagar o número total de protagonistas à persistência dos visitantes. Bob Boyd, um analista financeiro que continua a atividade da Disney, afirmou que a aprovação da patente não significa que a corporação de animação está perto de tomar das ruas os robôs moles.

Mas sim indica que a intenção da companhia é trazer uma tecnologia avançada que interaja com os visitantes, qualquer coisa muito semelhante com o que conseguiu nos anos sessenta e setenta com a tua liderança pela animatrónica. Para um lightsaber real?